Os passos para o aluno do Ensino Médio

Conhecer as opções, realizar as escolhas do curso e das universidades e começar a se preparar são os primeiros passos do aluno do Ensino Médio. Vamos falar então um pouco sobre esse processo, abordando temas como Enem, Sisu, vestibulares, vocação x mercado de trabalho e rotina de estudos?

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passou a ser utilizado, desde 2009, como forma de ingresso ao Ensino Superior no Brasil. Como treineiro, é possível realizar a prova a partir da primeira série do Ensino Médio para se habituar às condições da avaliação. Afinal, é muito diferente realizar questões das provas anteriores em sala de aula e fazer o exame seguindo todos os protocolos. A opção de treineiro ajuda na percepção de quanto tempo se leva para realizar as questões, o que funciona melhor para cada um na hora da prova e até perceber o nível de nervosismo.

As datas de inscrição para o Enem variam de ano a ano, então é importante estar atento às informações disponibilizadas pelo Ministério da Educação. A prova do Enem se preocupa em verificar se o aluno é capaz de interpretar situações problema a partir dos seus conhecimentos. Consequentemente, o candidato deve estabelecer relações entre o passado, o conhecimento escolar e a atualidade. A nota alcançada no Enem deve ser aplicada no programa que o estudante preferir para concorrer às vagas ao Ensino Superior. 

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o responsável por ofertar as vagas das instituições públicas de Ensino Superior no Brasil através das notas do Enem. Ou seja, é nele que, com o número de inscrição do Enem e a senha, o aluno irá se candidatar na concorrência às vagas. Para isso, é necessário que a nota na redação seja diferente de zero!

Após o cadastro, é preciso aguardar a divulgação das listas dos aprovados nos cursos escolhidos. De acordo com as notas do Enem, os candidatos com melhores desempenhos são distribuídos nas vagas ofertadas. Dica: ficar sempre atento à lista de espera, pois muitos alunos aprovados não fazem inscrição por terem sido aprovados em outras instituições também.

Vestibulares

Algumas universidades públicas, como Fuvest, Unicamp, ITA e IME, possuem processos seletivos próprios, dessa forma é importante acompanhar as datas dos vestibulares e conhecer o edital para essas vagas.

Realizar sua escolha!

Algumas pessoas já sabem desde criança quais caminhos profissionais traçar. No entanto, essa escolha não é tão simples para a maioria. A dica é tentar identificar quais são as áreas de interesse e como se imagina no futuro. A partir daí, pesquisar o mercado de trabalho, conversar com profissionais da área e frequentar as feiras e palestras sobre profissões.

Começar a se preparar!

A preparação não deve ser deixada para a última hora. Ainda mais quando a opção de curso é muito concorrida. O ideal é estabelecer uma rotina de estudos desde a 1ª série do Ensino Médio, com revisão de conteúdos, resolução de exercícios e metas de leitura. Lembre-se também de estudar utilizando exercícios daquela instituição específica que você pretende cursar.

Planejamento, dedicação e confiança são fundamentais!

Texto: Lígia Tedeschi

Categorias